Home

ATENDIMENTO (49) 3621 0803

CONHEÇA A EXTRACREDI

A EXTRACREDI - Extremo Oeste Agência de Crédito é uma instituição que financia micro e pequenos negócios.

CLASSIFICADOS

EVENTOS

Mantenha-se atualizado e fique atento aos eventos relacionados, que acontecem em Santa Catarina, no Brasil e o Mundo.

TRABALHE CONOSCO

CASOS DE SUCESSO

Pessoas Empreendedoras e Empresas que se mantiveram parceria com a EXTRACREDI, contam suas histórias vencedoras.

COTAÇÕES FINANCEIRAS

Notícias Financeiras


    • Valor médio por litro passou de R$ 4,402 para R$ 4,365. Preço da gasolina recuou Adriana Toffetti/A7 Press/Estadão Conteúdo O preço da gasolina nas bombas caiu 0,8% nesta semana, no oitavo recuo seguido, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira (14) pela Agência Nacional do Petróleo, do Gás Natural e dos Biocombustíveis (ANP). O valor médio por litro passou de R$ 4,402 para R$ 4,365. O valor representa uma média calculada pela ANP com os dados coletados nos postos, e, portanto, os preços podem variar de acordo com a região. No ano, o preço médio da gasolina nas bombas acumula alta de 6,5%, também considerando a média calculada pela ANP. A variação é maior que a inflação esperada para o ano todo. Segundo o relatório Focus, divulgado nesta semana pelo Banco Central, o mercado espera que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do país, fique em 3,71% em 2018. As alterações de preços pela Petrobras fazem parte da política de preços da companhia, que reajusta o valor da gasolina nas refinarias quase que diariamente com o objetivo de acompanhar as cotações internacionais. Fatores como o câmbio e a cotação do barril de petróleo influenciam na variação dos preços. Nesta sexta-feira, por exemplo, a estatal aumentou em 2,04% o preço da gasolina nas refinarias. Com isso, o preço do litro do produto passará de R$ 1,5878 para R$ 1,620 a partir de sábado. Diesel A ANP também informou que o preço do litro do diesel recuou nesta semana. A queda foi de 1,2%, com o valor do litro recuando de R$ 3,566 para R$ 3,524. Nas refinarias, o valor do diesel está em R$ 1,7984. A Petrobras reduziu a frequência de reajustes como parte do acordo para encerrar a greve dos caminhoneiros em junho. No ano, o preço do diesel na bomba dos postos acumula alta de 6%. Etanol Por fim, a ANP afirmou que o preço do litro do etanol recuou 0,5% na semana, de R$ 2,834 para R$ 2,821. No ano, o etanol acumula queda de 3,1%.

    • Preço do litro passará de R$ 1,5878 para R$ 1,6202; litro do diesel segue em R$ 1,7984. Replan é a maior refinaria da Petrobras e fica localizada em Paulínia, na Rodovia SP-332. Reprodução/EPTV A Petrobras elevou em 2,04% o preço da gasolina nas refinarias. Com isso, o preço do litro do produto passará de R$ 1,5878 para R$ 1,6202 entre esta sexta-feira (14) e o sábado (15). Na quinta-feira, a estatal reduziu o preço da gasolina em 1,50%. Quanto ao diesel, a Petrobras informou no início de dezembro redução de 15,3% do preço médio do diesel praticado pela companhia em suas refinarias e terminais, para R$ 1,7984 por litro. O reajuste será válido para o período de 29 de novembro a 15 de dezembro e corresponde ao 5° período da 3ª fase do Programa de Subvenção ao Preço do Diesel. A mudança, segundo a Petrobras, segue a metodologia estabelecida na resolução nº 743 da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), de 27/08/18. A companhia continuará a análise econômica do programa de subvenção para o período subsequente, informou a Petrobras, em seu comunicado sobre o assunto. O programa de subvenção ao diesel foi criado pelo governo após a greve dos caminhoneiros, no fim de maio. Uma das principais reivindicações da categoria era redução no preço do diesel. Política de preços A Petrobras adota novo formato na política de ajuste de preços desde 3 de julho do ano passado. Pela nova metodologia, os reajustes acontecem com maior periodicidade, inclusive diariamente. Em março deste ano, a empresa mudou sua forma de reajustes, e passou a divulgar preços do litro da gasolina e do diesel vendidos pela companhia nas refinarias — e não mais os percentuais de reajuste. Desde o início da nova metodologia, o preço da gasolina comercializada nas refinarias acumula alta de 23,51% e, o do diesel, valorização de 32,65%.

    • Maior empresa de meios de pagamentos eletrônicos do país, Cielo tem sofrido os efeitos do aumento da concorrência no setor. Pessoas caminham em frente à uma agencia do Banco Bradesco na avenida Berrini, na zona sul de São Paulo Marcelo Brandt/G1 O presidente do Bradesco, Octávio de Lazari, descartou planos de fechar o capital da Cielo, empresa que controla em sociedade com o Banco do Brasil. "Não vamos fechar o capital da Cielo", disse o executivo nesta sexta-feira (14) em encontro anual com jornalistas. Maior empresa de meios de pagamentos eletrônicos do país, com quase metade de participação do mercado, a Cielo tem sofrido os efeitos da rápida multiplicação de concorrentes no setor, o que tem assustado investidores. Só neste ano, a ação da companhia já caiu quase 60% na bolsa. Octavio de Lazari Junior, presidente do Bradesco Paulo Whitaker/Reuters Uma das respostas da Cielo ao aumento da concorrência foi começar neste ano a vender terminais de pagamentos com as bandeiras de BB e Bradesco nas agências dos próprios bancos. No Bradesco, já foram vendidos 370 mil desses equipamentos, disse De Lazari. Segundo executivos do Bradesco, a atual precificação da Cielo no mercado não reflete corretamente o poder da companhia de gerar valor aos acionistas. Ainda assim, o banco considera que é melhor a Cielo seguir como empresa listada, em parte porque o capital que o banco dispenderia numa recompra pode ser usado de melhores maneiras para gerar retorno aos acionistas. Uma delas é ampliar as operações de crédito, num momento em que a economia brasileira ganha tração. A expectativa do Bradesco é que o estoque de empréstimos do setor financeiro no país, tanto para empresas quanto para pessoas, evolua ao redor de 10% em 2019. "Essa recuperação da economia pode nos ajudar a sustentar nossos níveis de rentabilidade", disse De Lazari. No terceiro trimestre, o banco teve retorno anualizado sobre o patrimônio líquido de 19%. Bradesco tem lucro acima de R$ 5 bilhões no 3º trimestre De Lazari disse que o banco está bem posicionado para competir nas diversas áreas de atuação do setor financeiro, mesmo com as plataformas de serviços financeiros, fintechs, que têm se popularizado ofertando serviços gratuitos. Executivos do banco disseram que o Next, braço digital de contas do Bradesco, deve fechar 2018 com cerca de 500 mil clientes, enquanto o Digio, fintech de cartões de crédito que concorre com o Nubank, deve chegar a 1 milhão de contas no começo de 2019. De Lazari afirmou ainda não esperar que o governo do presidente eleito Jair Bolsonaro promova a privatização do Banco do Brasil ou da Caixa Econômica Federal brevemente, mas que os bancos privados passem a ter uma atuação mais forte no crédito do que seus rivais de controle do governo federal.

Parceiros

AMCRED-SC BADESC BNDS JUROZERO MICRO CREDITO SOCIAL MICROCREDITO DE SANTA CATARINA POLOCRED