Notícias

Criatividade para fugir da crise. Esse foi o mote do 2º Seminário de Microcrédito realizado na manhã de hoje (9) no Centro Administrativo. O evento apresentou o programa Mão na Roda e as linhas de financiamentos destinados a microempreendedores.

Os participantes foram recepcionados pelo secretário de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, Gerson Arnold, que representou o prefeito Anibal Moacir. Ele ressaltou que a segunda edição do evento comprova a consolidação do microcrédito em São Leopoldo. “O programa Mão na Roda proporciona uma alternativa ao desemprego e à informalidade em tempos de crise. É um momento cíclico e agora é a hora de se encontrar oportunidades. A prefeitura mostra que tem uma estratégia para incentivar uma nova expectativa de mercado”, destacou.

Na plateia, o microempreendedor César da Silva veio conferir as condições para captação de crédito. Dono de uma creperia na avenida Imperatriz Leopoldina, César pretende trazer o negócio familiar para o Centro e contratar funcionários. “Ofereço um cardápio diferenciado, o crepe francês. Tenho interesse em expandir e mostrar meu produto para mais gente”, explicou.

A chefe do Departamento de Microcrédito, Clarissa Azambuja, confirma que os microempreendedores individuais (Meis) compõem boa parte dos beneficiados do programa Mão na Roda. A parceria com o Sebrae auxilia no encaminhamento de interessados e na qualificação dos novos empreendedores. As capacitações são concentradas no Centro Administrativo, o que facilita a logística. Clarissa explica que o Microcrédito é produtivo e orientado. Antes de conceder crédito, os agentes visitam os candidatos para fazer um levantamento socioeconômico. “O contato direto permite que se verifiquem dificuldades que podem ser imediatamente trabalhadas”.

Exemplo de sucesso

Na abertura do evento, a empreendedora Gabrielly Recktenwald contou como o programa Mão na Roda impulsionou sua lancheria de cachorro quente. “Banco nenhum me liberava recurso. Os agentes da Sedetec, no entanto, me receberam, me ouviram, me ajudaram. Exigiram muitas coisas, mas visitaram as obras de ampliação e foram fundamentais em tudo. No dia em que o crédito foi aprovado, eu chorei. Foi a oportunidade que nunca tive”, relatou. Hoje, a Shelbyville atende na região central e dobou o número de empregados, passando de cinco para dez.

Parcerias

A Prefeitura de São Leopoldo realizou o seminário com apoio do Sebrae, Secretaria do Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia do RS, Banrisul, Extracredi e Portosol. Estiveram presentes no ato o gestor de projetos do Sebrae, Érito Bauer Chaves, o diretor adjunto do Departamento de Apoio à Micro e Pequenas Empresas, Érbio Webster e a presidente da Câmara de Vereadores, Iara Cardoso. Mais informações sobre o Mão na Roda podem ser obtidas na sede da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico (Sedetec), no andar térreo do Centro Administrativo, ou pelo telefone 3526 5384, de segunda à sexta-feira, das 9h às 16h.

Números do programa

São Leopoldo aposta no investimento nesse segmento empresarial emergente para a geração de emprego e renda, principalmente em períodos de crise financeira. Desde abril de 2012, quando foi credenciado junto ao Programa Gaúcho de Microcrédito, o programa contabiliza 776 operações que totalizam R$ 3,7 milhões em investimentos na cidade. Outro dado que chama a atenção é o protagonismo feminino: 61% dos empréstimos foram tomados por mulheres.

Como funciona o Microcrédito

1- O microcrédito é a concessão de empréstimos de pequeno valor a microempreendedores formais e informais, normalmente sem acesso ao sistema financeiro tradicional.

2- A linha de crédito tem opções de pagamento em até 24 meses, período que varia de acordo com a finalidade do crédito.

3- O dinheiro pode ser utilizado tanto para operações do dia a dia da empresa, como para compra de bens fixos, como equipamentos, máquinas e melhorias nas instalações.

4- Para acessar o financiamento são exigidos documentos e garantias. Neste caso, além da documentação necessária, é solicitado um avalista que resida na região Metropolitana e possua renda compatível, não tenha restrição de crédito e não resida junto com o proponente. Também é necessário apresentar referências pessoais e comerciais tanto do solicitante como do avalista.

 

Fonte: Prefeitura Municipal de São Leopoldo
Link: www.saoleopoldo.rs.gov.br/?titulo=Not%EDcias&template=conteudo&categoria=2&codigoCategoria=2&idConteudo=2312&idNoticia=17940&tipoConteudo=INCLUDE_MOSTRA_NOTICIAS

 

 

Eventos Recentes

Seminário de Microcrédito propõe alternativa à crise

Criatividade para fugir da crise. Esse foi o mote do 2º Seminário de Microcrédito realizado na manhã de hoje (9) no Centro Administrativo. O evento apresentou o programa Mão na Roda e as linhas de financiamentos destinados a microempreendedores

Webinar: "Empresas sustentáveis lucram mais"

Na próxima quinta-feira, dia 28 de julho a partir das 19h, o Sebrae/SC realiza mais uma edição do seminário online (webinar) gratuito transmitido ao vivo pela internet. O tema desta edição é "Empresas sustentáveis lucram mais"

Oficina SEI Controlar Meu Dinheiro, em Guaraciaba/SC

No dia 29/06 aconteceu em Guaraciaba/SC a Oficina SEI Controlar Meu Dinheiro.

Semana do Microempreendedor Individual

Semana do Microempreendedor Individual foi realizada de 02 a 07 de maio

Treinamento ministrado pela Crear Brasil com colaboradores da Extracredi

Parceiros

AMCRED-SUL BADESC BNDS JUROZERO MICRO CREDITO SOCIAL MICROCREDITO DE SANTA CATARINA POLOCRED